Como está seu Equilíbrio Emocional?

Um breve teste para se auto-conhecer e saber onde mudar



Você está bem? Está centrado? No eixo?

Corpo-Mente-Alma em harmonia?


O estresse é um peso para todos nós. Faça esse teste para ver onde você está e em que área você deve se tratar. Veja se os momentos de crise ou as sequelas do passado ainda têm peso em você. Se afirmativo, sugiro aplicar a EFT para cada problema detectado.

E não se preocupe, pois aos poucos podemos nos livrar de todos os bloqueios.


O que segue são algumas dicas de como se ajustar e equilibrar (artigo: O Equilíbrio do Eu)...


Não adianta fazer apenas trabalhar o corpo físico. E o seu lado emocional? E espiritual? Na verdade, somos uma combinação de corpo, mente e alma. Por isso o termo Equilíbrio do Ser é para dar uma calibrada nesse conjunto, que eu chamo de "Eu". O objetivo é o equilíbrio do Eu. Uma terapia completa para o alívio do estresse, usando a EFT.

O processo é simples e baseia-se na administração do estresse, visando diminuí-lo ao máximo. Assim teremos mais força e vitalidade. É para nos sentirmos bem.

Aqui vão algumas dicas para um controle diário:

 

1 – Aceitar a si mesmo, como você é e como o seu corpo é.

A esse respeito, é bem provável termos certa relutância. Quanta resistência não temos para nos aceitar como somos! Pode ser que estejamos frustrados pela situação atual, pode ser que estejamos irritados por algum acontecimento, pode ser que não gostemos de nosso corpo, que precisa emagrecer, que precisa ficar mais forte, etc. e etc.

Por favor, não confundam aceitar a si mesmo com a indolência de não fazer nada para consertar a situação. Você pode e até deve ir à academia para perder quilos e ganhar mais músculos. Esse não é o problema. A questão principal é o quanto de frustração e negatividade existe em você por não se aceitar como você é, no momento de agora.

Portanto, aqui vai a primeira lição para se ter total saúde e paz: aceitar-se e amar-se, mesmo com seus defeitos. No momento que existe uma aceitação positiva de seu estado atual, então será muito mais fácil consertar os defeitos e os quilos extras.Repita essa frase em voz alta e veja se você a digere:Eu me amo e me aceito como eu sou, juntamente com meu corpo.Está tranqüilo(a)? É bem possível que ainda não. Pode ser que ainda existam rancores por causa de alguém, frustrações por ter feito ou não ter feito tal coisa, desgosto com o corpo, ansiedade com dinheiro, etc.

Esse é o primeiro exercício: aceite você da maneira como você é! Se há alguma resistência em se aceitar e se amar, então partimos para a aplicação da EFT.

A EFT parte do princípio de resolver um problema primeiramente reconhecendo-o e também aceitando a si próprio(a) apesar desse problema.

Mas e se não nos aceitamos como somos? Como poderemos resolver o problema então? A primeira coisa a fazer, então, é resolver o problema de se aceitar.

No ponto do caratê iremos dar batidas intermitentes e repetir três vezes a seguinte frase:

Mesmo que eu tenha problema em me aceitar como eu sou, ainda assim me abro à possibilidade de me conhecer, me respeitar e me amar assim mesmo.

Depois, iremos fazer a seqüência das batidas básicas:

Sobrancelha: tenho dificuldade em me aceitar.

Lado do olho: pudera, eu faço tudo errado.

Embaixo do olho: meu corpo é feio.

Embaixo do nariz: como eu posso me aceitar e me amar?

Queixo: é difícil eu me aceitar como sou.

Clavícula: mas estou aberto(a) a me conhecer e me respeitar.

Embaixo do braço: e quem sabe me amar dessa maneira.

Topo da cabeça: é possível que eu me aceite como eu sou.

Repita essa rodada quantas vezes você achar necessário para que não tenha mais rejeição em se amar e se aceitar. Lógico, você pode trocar as palavras acima com aquelas que você mais se identifica, que mais traduzam a sua realidade.

E agora repita a mesma frase: Eu me amo e me aceito como sou, juntamente com o meu corpo.

Como soou agora para você? Sentiu ainda resistência? Se positivo, volte a fazer o exercício acima, quantas vezes for necessário. Não se preocupe, não se afobe, não tenha pressa e seja persistente. Pode ter certeza que você vai se agradecer depois por isso.

Se não sentiu resistência alguma, ótimo. Está pronto(a) para o próximo passo.

 

2 – A limpeza de velhos traumas.

Talvez esses traumas já tenham aparecido no exercício acima, quando você tentou se aceitar como é. De qualquer maneira, tente decifrar tudo aquilo que o(a) incomoda. Não importa se é um problema grande ou pequeno, ou se é de um passado antigo ou recente. O importante é encará-los.

Escreva uma lista de todos esses traumas e parta para a limpeza. Como? Com o mesmo e bom programa da EFT. Aqui também vale o mesmo recado de paciência e persistência. Às vezes pode acontecer de alguém trabalhar o primeiro trauma com a EFT e ter um insight e resolver todos os outros problemas na mesma hora. São os milagres de um minuto. Isso acontece, mas não estamos aqui para vender milagres.

Quantos traumas e problemas você enumerou? 50, 60, cem? Ótimo. Seja persistente e trabalhe um a um. Não se preocupe, mesmo que você tenha listado cem traumas, você verá que ao se trabalhar um a um, quando chegar ao quinto ou sexto os demais irão perder a força, e você já vai se ver livre de todos eles.

Mas, por favor, não misture e coloque todos os traumas juntos, para tentar ir mais rápido. Faça um a um. Quando sentir que o primeiro já não tem mais força, então parta para o segundo, e assim em diante.

Vamos à prática:

Ponto do caratê:

Mesmo que eu esteja guardando esse _____(descreva aqui o seu trauma/problema) já há tanto tempo, eu me amo e me aceito profunda e completamente.

Repita essa frase três vezes enquanto bate no ponto do caratê. Depois, parta para a rodada normal:

Sobrancelha: esse ______________.

Lado do olho: eu o guardo dentro de mim há tanto tempo.

Embaixo do olho: eu tenho me remoído por causa disso.

Embaixo do nariz: e se eu me livrasse desse trauma agora?

Queixo: não, não é possível. Há tanto tempo eu vivo com ele.

Clavícula: lógico que é possível.

Embaixo do braço: não, não é. Eu me identifico com ele.

Topo da cabeça: é possível sim, e eu escolho ficar em paz em relação a ele agora.

Nota: repita quantas vezes você achar necessário para abaixar o peso que esse trauma/problema possa exercer em você. Esteja livre para mudar as palavras conforme o necessário. Seja persistente e tente trabalhar pelo menos um trauma por dia. Em uma semana, no máximo você estará limpo e leve.E pronto para o próximo passo:

 

3 – Acabar com o medo e a ansiedade do futuro.

Também, pode ser que você já tenha trabalhado nesse problema segundo a lista do item numero dois. Mas vale bastante insistir nesse ponto.

Todos nós carregamos um peso de incerteza em relação ao futuro. É um sentimento de medo e ansiedade pelo que pode acontecer. São os anos passando e o corpo ficando velho e necessitando de cuidados diferentes. É o tempo passando e a ansiedade por não estar aproveitando-o plenamente. E depois? Como vai ser?

Todos nós temos essa ansiedade pelo quê poderá acontecer no futuro. Com isso perdemos de viver o presente, além da tranqüilidade e com ela a saúde. E se ao invés de carregarmos esse peso tão negativo que é o medo do futuro, que tal mudarmos pela expectativa de um bom futuro?

De qualquer maneira, o que não podemos é viver nesse clima de terrorismo, que construímos para nós mesmos. O tempo não precisa nos matar agora. Para isso, vale a instrução do viver em paz agora, sem ansiedade.

De novo, vamos fazer a EFT para tentar diminuir esse medo do futuro.

Ponto do caratê:

Mesmo que eu sinta tanto medo e ansiedade sobre como vai ser o meu futuro, eu me amo e me aceito profunda e completamente.

Sobrancelha: esse medo do futuro.

Lado do olho: essa grande ansiedade que sinto pelo futuro.

Embaixo do olho: como vai ser? O que vai ser de mim?

Embaixo do nariz: estou ficando velho(a) e isso me dá medo.

Queixo: medo de não ter dinheiro. Medo de ficar doente.

Clavícula: mas todo mundo tem esse medo. Eu não sou o(a) único(a).

Embaixo do braço: o futuro pode ser brilhante, assim como o presente está sendo.

Topo da cabeça: eu escolho ficar em paz e ter um futuro cada vez melhor.

Da mesma forma, repita essa rodada quantas vezes for necessário. Faça-a vários dias em seguida, até ter certeza que a ansiedade já tenha diminuído bem. Mude a frase conforme achar conveniente.

E , por fim, parta para o quarto item.

 

4 – Consertar os sintomas do dia a dia.

É bem possível que, chegando a esse ponto, você já esteja super bem, sem problema algum. Mas não custa rever se ainda há algo que incomoda. Principalmente certos sintomas que ainda possam permanecer de problemas já tratados nos itens anteriores.

Quando falo em sintomas, refiro-me a sinais como dor de cabeça, dor nas costas, ou qualquer outro sinal de algum pequeno problema no corpo. Se você trabalhou bem seus traumas e problemas, de acordo com os itens anteriores, então esses sintomas agora são apenas residuais. Mas devem ser cuidados também!

De novo, faça uma lista dessas pequenas coisas que o(a) incomodam, e aplique a EFT para cada uma delas, seguindo o mesmo procedimento do item numero dois.

Vale lembrar que quanto mais específico você for, melhores chances de obter um resultado rápido e duradouro. Não se preocupe, também, se nessa última limpeza surgir algum sentimento de trauma ou medo que já deveria ter sido tratado nos itens acima. É normal, nosso inconsciente tem várias camadas e é possível que ainda tenha alguma coisa lá embaixo, em camadas mais profundas. Se surgir, aceite como bom sinal, como mais uma oportunidade de uma boa limpeza.

Vamos tomar o exemplo de uma dor nas costas. A EFT para ela deveria ser assim:

Ponto do caratê:

Mesmo que eu ainda sinta essa dor nas costas, um sintoma residual de algum problema que eu já possa ter resolvido, ou então um sintoma de algum problema a ser resolvido ainda, eu me amo e me aceito profunda e completamente.

Repita essa frase três vezes enquanto bate no ponto do caratê. Depois, parta para a rodada:

Sobrancelha: essa dor que ainda permanece.

Lado do olho: essa dor nas costas.

Embaixo do olho: talvez seja uma dor residual.

Embaixo do nariz: de um problema já resolvido.

Queixo: ou talvez seja sintoma de um problema ainda não resolvido.

Clavícula: que problema será?

Embaixo do braço: escolho estar aberto(a) para resolver esse problema.

Topo da cabeça: escolho ficar em paz mesmo com essa dor.

Você pode mudar as frases da maneira que achar melhor, de acordo com sua realidade. Mas seja persistente e trabalhe nesse ponto até conseguir aliviar o sintoma e o problema em si.

 

Parabéns, você conseguiu! Está no caminho certo de uma vida livre, cheia de paz e felicidade.

Você é brilhante, assim como o seu corpo é brilhante. E mais, fique tranqüilo(a) sabendo que o seu corpo te ama, e qualquer problema que você possa ter passado ou esteja passando, não deixa de ser uma mensagem de seu corpo tentando ajudá-lo(a).

O programa Equilíbrio Contínuo também trabalha o lado espiritual. Para isso, não deixe de dar uma olhada na seção Espiritual Livre.

Viva em paz!



Gostou da matéria?

Compartilhe conosco a sua opinião e experiência no quadro abaixo.

A EFT é uma técnica que pode dar ótimos resultados quando auto-aplicada. No entanto, se houver problemas mais profundos e difíceis de acessar, talvez seja melhor você trabalhar com a assistência de um terapeuta. Que tal fazer uma sessão de EFT? Veja os detalhes aqui.


Novo! Deixe seu comentário

Gostou do Site? Escreva o que pensa no quadro abaixo, faça seus comentários ou perguntas. Eu irei responder!

Aprenda

 

a EFT


GRATUITO







CURSO BÁSICO EM DVD

2 horas de duração


veja aqui a relação com os pontos da acupuntura